Menu


O LG G6 chegou ao Brasil na última semana de abril, custando o mesmo valor do Galaxy S8: R$ 4.000. Sete dias após o lançamento, o TudoCelular recebeu uma unidade para avaliar, cedida por empréstimo pela fabricante. Faremos, como sempre, nossos testes habituais de bateria e desempenho e velocidade, e os comparativos de câmera e tela.

Porém, começaremos abrindo a caixa para descobrir o que tem dentro. E repassando, agora com mais calma, as primeiras impressões do design, tela, hardware, câmeras e software do novo flagship.

Embalagem e acessórios

O G6 vem embalado em uma caixa bem elegante, na cor preta, com apenas o nome do modelo escrito na cor branca, bem no centro. O tamanho é suficiente para comportar o aparelho, com os acessórios bem separados embaixo dele.

Os acessórios que acompanham o flagship são: um adaptador de parede, com suporte ao carregamento rápido e saída máxima de 9V e 1,8A; um cabo de dados no padrão USB tipo C, na cor branca; um fone de ouvidos, também na cor branca e com acabamento em tecido para evitar embaraços; um extrator de gavetinhas de chips; um adaptador micro USB para USB-C; e os manuais.

Design e tela

As dimensões do aparelho são praticamente as mesmas do Galaxy S8, e com alguma redução em comparação com o G5. São elas: 148,9 mm de altura por 71,9 mm de largura e 7,9 mm de espessura. O peso é de 163 gramas, um pouco menos leve que o S8.

O G6 tem bordas na parte traseira curvas, que garantem uma boa pegada para o aparelho. Aliás, graças ao ótimo aproveitamento da parte frontal, de cerca de 80%, o aparelho é bem fácil de segurar, apesar do display de 5,7 polegadas. Que tem resolução Quad HD+ e suporte ao recurso Dolby Vision HDR 10.

As quinas da tela, que tem a proporção 18:9, diferente do padrão atual de 16:9, são arredondadas.

Hardware

Por conta de uma espécie de acordo de exclusividade da Samsung com a Qualcomm, o G6 foi lançado com o chipset Snapdragon 821, em vez do mais recente 835. A perda, no entanto, não é grande coisa, e esse aparelho tem bastante poder mesmo assim.

O processador ainda acompanha uma placa gráfica Adreno 530, e há mais 4GB de memória RAM para auxiliar no desempenho. Já o armazenamento interno da versão brasileira é de apenas 32GB, expansíveis via cartão microSD.

Aliás, falando em cartão microSD, a gavetinha de chips só comporta um cartão de expansão e um nanoSIM. Nada de slot híbrido: o aparelho é singleSIM.

Para finalizar os aspectos técnicos, temos uma bateria de 3.230mAh, 70Mah a menos que a versão vendida lá fora. O componente não é removível.

Câmeras

Aqui entramos no diferencial do G6 para o S8. A câmera traseira tem sensor duplo, ambos com 13 megapixels e abertura f/1.8. O usuário ainda pode optar por fotos em grande angular, que utiliza apenas um dos sensores, limitado à abertura f/2.4, mas que pode tirar fotos em um ângulo de 125°.

O sensor duplo ainda conta com estabilizador ótico, foco automático com detecção de fase e opções HDR. Acima, você pode ver uma galeria de fotos tiradas durante as minhas primeiras impressões. Nada muito especial, e lembrando que foram todas clicadas em um ambiente interno com pouca luz.

A câmera frontal – que também tem alguns exemplos de fotos acima – vem com um sensor de 5MP e abertura f/2.2, além da grande angular em até 100°.

Quanto ao vídeo, a câmera traseira pode gravar em até 4K a 30fps, enquanto a frontal só comporta vídeos em Full HD.

Software

O LG G6 vem com o Android 7.0 Nougat pré-instalado com as modificações feitas pela LG. Isso significa que, por padrão, não tem gaveta de apps. Você pode instalar a LG UI 4.0 para ativar a separação da tela inicial e lista de aplicativos.

O menu de ajustes também é diferente do que estamos habituados a ver em dispositivos Android, com separações em guias. No entanto, também é possível alterar para a exibição em lista, ficando igual aos outros aparelhos com o sistema do robozinho.

Há diversas outras alterações menores, incluindo uma espécie de filtro de luz azul, chamado pela LG de visualização confortável. Tem bastante opção de personalização.
Fonte: Tudocelular

Primeiras impressões do LG G6 TODOS INFORMAÇÕES DO LG G6


O LG G6 chegou ao Brasil na última semana de abril, custando o mesmo valor do Galaxy S8: R$ 4.000. Sete dias após o lançamento, o TudoCelular recebeu uma unidade para avaliar, cedida por empréstimo pela fabricante. Faremos, como sempre, nossos testes habituais de bateria e desempenho e velocidade, e os comparativos de câmera e tela.

Porém, começaremos abrindo a caixa para descobrir o que tem dentro. E repassando, agora com mais calma, as primeiras impressões do design, tela, hardware, câmeras e software do novo flagship.

Embalagem e acessórios

O G6 vem embalado em uma caixa bem elegante, na cor preta, com apenas o nome do modelo escrito na cor branca, bem no centro. O tamanho é suficiente para comportar o aparelho, com os acessórios bem separados embaixo dele.

Os acessórios que acompanham o flagship são: um adaptador de parede, com suporte ao carregamento rápido e saída máxima de 9V e 1,8A; um cabo de dados no padrão USB tipo C, na cor branca; um fone de ouvidos, também na cor branca e com acabamento em tecido para evitar embaraços; um extrator de gavetinhas de chips; um adaptador micro USB para USB-C; e os manuais.

Design e tela

As dimensões do aparelho são praticamente as mesmas do Galaxy S8, e com alguma redução em comparação com o G5. São elas: 148,9 mm de altura por 71,9 mm de largura e 7,9 mm de espessura. O peso é de 163 gramas, um pouco menos leve que o S8.

O G6 tem bordas na parte traseira curvas, que garantem uma boa pegada para o aparelho. Aliás, graças ao ótimo aproveitamento da parte frontal, de cerca de 80%, o aparelho é bem fácil de segurar, apesar do display de 5,7 polegadas. Que tem resolução Quad HD+ e suporte ao recurso Dolby Vision HDR 10.

As quinas da tela, que tem a proporção 18:9, diferente do padrão atual de 16:9, são arredondadas.

Hardware

Por conta de uma espécie de acordo de exclusividade da Samsung com a Qualcomm, o G6 foi lançado com o chipset Snapdragon 821, em vez do mais recente 835. A perda, no entanto, não é grande coisa, e esse aparelho tem bastante poder mesmo assim.

O processador ainda acompanha uma placa gráfica Adreno 530, e há mais 4GB de memória RAM para auxiliar no desempenho. Já o armazenamento interno da versão brasileira é de apenas 32GB, expansíveis via cartão microSD.

Aliás, falando em cartão microSD, a gavetinha de chips só comporta um cartão de expansão e um nanoSIM. Nada de slot híbrido: o aparelho é singleSIM.

Para finalizar os aspectos técnicos, temos uma bateria de 3.230mAh, 70Mah a menos que a versão vendida lá fora. O componente não é removível.

Câmeras

Aqui entramos no diferencial do G6 para o S8. A câmera traseira tem sensor duplo, ambos com 13 megapixels e abertura f/1.8. O usuário ainda pode optar por fotos em grande angular, que utiliza apenas um dos sensores, limitado à abertura f/2.4, mas que pode tirar fotos em um ângulo de 125°.

O sensor duplo ainda conta com estabilizador ótico, foco automático com detecção de fase e opções HDR. Acima, você pode ver uma galeria de fotos tiradas durante as minhas primeiras impressões. Nada muito especial, e lembrando que foram todas clicadas em um ambiente interno com pouca luz.

A câmera frontal – que também tem alguns exemplos de fotos acima – vem com um sensor de 5MP e abertura f/2.2, além da grande angular em até 100°.

Quanto ao vídeo, a câmera traseira pode gravar em até 4K a 30fps, enquanto a frontal só comporta vídeos em Full HD.

Software

O LG G6 vem com o Android 7.0 Nougat pré-instalado com as modificações feitas pela LG. Isso significa que, por padrão, não tem gaveta de apps. Você pode instalar a LG UI 4.0 para ativar a separação da tela inicial e lista de aplicativos.

O menu de ajustes também é diferente do que estamos habituados a ver em dispositivos Android, com separações em guias. No entanto, também é possível alterar para a exibição em lista, ficando igual aos outros aparelhos com o sistema do robozinho.

Há diversas outras alterações menores, incluindo uma espécie de filtro de luz azul, chamado pela LG de visualização confortável. Tem bastante opção de personalização.
Fonte: Tudocelular

Nenhum comentário